Informações importantes para contratar e usar bem seu plano de saúde

Notícias

Escolhendo com Sabedoria

Escolhendo com sabedoria

Choosing Wisely é uma campanha que poderia ser traduzido como “escolhendo com sabedoria”. Ela surge da percepção de que há falta de questionamentos na utilização exagerada ou inapropriada de recursos em saúde.

É uma iniciativa da American Board of Internal Medicine (ABIM), criada em abril de 2012 nos Estados Unidos, visando promover um aprimoramento nas conversas entre médicos e pacientes. Este movimento reúne organizações e sociedades que representam médicos especialistas de diferentes áreas e que foram incentivados a criar listas de recomendações para combater o desperdício de medicamentos e mau uso de procedimentos médicos.

O principal objetivo é ajudar médicos e pacientes fazendo com que haja uma conversa sobre tratamentos desnecessários, tendo assim, uma escolha mais inteligente e efetiva de medicamentos e procedimentos. As recomendações do Choosing Wisely não têm o intuito primário de economizar recursos, mas sim de melhorar a qualidade da assistência, que deve ser embasada em evidências, aumentando a probabilidade de benefício e reduzindo o risco de malefício à saúde dos indivíduos.

Entre as recomendações da campanha está a de não utilizar medicamentos caros quando há outro igualmente eficaz e de baixo custo. O custo de um medicamento genérico pode ser 85% menor do que o produto de marca, embora os medicamentos genéricos sejam obrigados a ter as mesmas substâncias ativas, força e eficácia semelhante aos medicamentos de marca.

Perguntas para fazer ao seu médico antes de iniciar o tratamento prescrito

Eu realmente preciso desse tratamento? Não fique com dúvidas. Converse com seu medico para esclarecer se determinado procedimento irá realmente ajudar a tratá-lo.

Quais são os riscos desse tratamento? É importante que você saiba qual a probabilidade de êxito e riscos do medicamento, do procedimento ou da intervenção cirúrgica ao qual será submetido.

Existem opções mais simples ou seguras para esse tratamento? Se for submetido a procedimentos da alta complexidade indague se existem alternativas mais simples ou com menos riscos, antes de se submeter a uma cirurgia, por exemplo.

O que acontece se eu não fizer o tratamento? Pergunte se a sua condição de saúde pode piorar, se você não fizer o exame, o procedimento ou a cirurgia imediatamente.

Quanto  custa o tratamento? Pergunte se o valor do tratamento e se existem alternativas que tenham um custo menor e que sejam tão eficientes quanto aquela prescrita.