Novidades do setor » Artigos

Por que o índice de aumento das mensalidades dos planos de saúde é maior que a inflação?

Calculo da mensalidade dos planos de saúde

Essa é uma pergunta que a maioria das pessoas com planos de saúde costumam fazer. Mas, antes de responder porque o índice de aumento das mensalidades dos planos de saúde é maior que a inflação, você precisa saber como o crescimento das despesas acontece e que é algo comum em todos os lugares do mundo.

As despesas em saúde são medidas por cada pessoa e também estimuladas por diversos fatores. Vou listar para você as mais recorrentes.

  • O aumento de preços dos materiais, como luvas, seringas, órteses e próteses, por exemplo;
  • O aumento da frequência da utilização de procedimentos, ou quantas vezes o beneficiário vai á consultas, exames e internações, por exemplo
  • A incorporação de novas tecnologias, como o medicamento contra o câncer, Ibrutinibe, que pode chegar a ter um custo anual por paciente de R$767 mil;
  • Os desperdícios, podemos citar como exemplo, o excesso de exames desnecessários solicitados;
  • O envelhecimento da população, que, segundo o IBGE, poderá atingir a marca de 65,9 milhões de pessoas, em 2050;
  • entre outros.

Agora que você já sabe o que influencia as despesas em saúde, vamos tentar entender a diferença entre inflação dos preços e variação das despesas em saúde, para assim entender a mensalidade dos planos de saúde.

A inflação geral é o aumento no nível de preços de todos os produtos ofertados no mercado, ou seja, é a média desse crescimento em um período específico, como o INPC e IPCA, por exemplo.

Já a inflação de saúde, medida pelo IBGE, considera a variação dos preços dos itens “saúde” que compõem a cesta de bens pesquisados para medir inflação. O que isso quer dizer?

Entram nesse pacote, planos de saúde, honorários médicos, materiais e medicamentos, taxas e diárias hospitalares, e até produtos de higiene e limpeza. Por isso, o aumento das mensalidades dos planos de saúde não pode ser medido com base nesses índices.

Por fim, temos a variação das despesas em saúde por beneficiário que é a soma da variação de preço mais a variação da frequência, mais a combinação das duas. São os valores de consultas, materiais e medicamentos, com aumento da quantidade de utilização dos procedimentos em saúde.

Para se ter uma ideia, os planos de saúde registraram 1,51 bilhão de consultas, internações e exames feitos em 2017. Ou seja, um aumento anual de 3,4% comparado a 2016.

Não fique com dúvida, acesse o nosso site e se mantenha informado.

Compartilhar

Vídeos

A Prótese e o Plano de Saúde | Ligados no Plano Epi. 4 – Websérie

Pacto Intergeracional

Reajuste

Notícias / Artigos

Telemedicina: entenda a regulamentação do atendimento médico pela Internet

15 de fevereiro de 2019

Em 13 de dezembro de 2018, o Conselho Federal de Medicina – CFM, órgão oficial que regula a atividade dos

+ Saiba mais

Cidadania em ação: saiba mais sobre a RESOLUÇÃO 439 de 2018 da ANS

5 de fevereiro de 2019

Entenda a norma administrativa que modifica o processo de atualização periódica do rol de procedimentos e eventos em saúde suplementar.

+ Saiba mais

Como Entender o Aumento das Mensalidades de Planos de Saúde | Versão 3

29 de janeiro de 2019

Nós, representantes das operadoras, reconhecemos as dificuldades dos brasileiros para contratar e manter planos de saúde. A questão é: O que

+ Saiba mais