Novidades do setor » Artigos

Osteoporose: saiba como prevenir a doença

No Brasil, 20 milhões sofrem com a enfermidade, que dificilmente tem cura mas pode ser controlada.

A doença enfraquece os ossos silenciosamente e, muitas vezes, o primeiro sinal só aparece já em fase avançada. Assim é a Osteoporose, que atinge 20 milhões de brasileiros, de acordo com dados do Hospital das Clínicas da Unicamp. Muitas vezes, a descoberta só ocorre quando há fratura espontânea do osso que ficou poroso e fraco. Segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia, alguns fatores de risco podem favorecer seu surgimento: menopausa, envelhecimento, hereditariedade, dieta pobre em cálcio, excesso de fumo, álcool e imobilização prolongada.

Mas engana-se quem pensa que a enfermidade afeta apenas mulheres. Homens também sofrem deste mal. No sexo masculino, a doença é provocada por queda da massa corpórea, Diabetes, Hipertireoidismo, Doença do Glúten, dentre outras razões. Entre as mulheres, a causa mais comum é a queda na produção de estrógeno, que ocorre após a menopausa.

Estudo da Fundação Internacional de Osteoporose (FIO) aponta que a fratura osteoporótica, em todo o mundo, atinge um em cada cinco homens. Prova disso é que entre homens com 50 anos ou mais de idade, o risco de fratura osteoporótica é até 27%maior que o de incidência do câncer de próstata (11,3%). No Brasil, a mesma pesquisa mostra que a prevalência da Osteoporose no colo femoral de homens com idade de 50 anos ou mais é de 15,4%.

Para homem ou mulher, o método mais adequado de diagnóstico é a densitometria óssea. É com este exame que o reumatologista é capaz de avaliar o estágio da doença e acompanhar a eficácia do tratamento.

Três dicas básicas ajudam a evitar a Osteoporose, válidas para todas as idades:

  • Ingerir alimentos que contenham cálcio;
  • Praticar atividade física regularmente;
  • Tomar sol para fixar a vitamina D no organismo.

Excluir da dieta alguns itens também é importante. Evite:

  • Cafés e chás escuros
  • Excesso de fibra
  • Gorduras
  • Beterraba, semente de tomate e feijão
  • Refrigerantes sabor cola

Pessoas que já sofrem de Osteoporose têm que evitar ao máximo o risco de quedas, que muitas vezes provocam sérios traumas. As lesões mais comuns são fraturas das vértebras por compressão. Especialmente os idosos devem fazer adaptações em casa ou nos ambientes onde passam a maior parte do tempo, para aumentar a segurança.

A Sociedade Brasileira de Reumatologia dá dicas de proteção contra quedas:

  • Não deixe fios expostos ou soltos, nem objetos espalhados no chão da casa;
  • Evite calçados de salto e com solado liso;
  • Cuidado ao encerar o assoalho, pois isto torna o chão escorregadio;
  • Não ande em locais pouco iluminados e com chão molhado;
  • Não coloque tapetes nas escadas;
  • Fixe barras de segurança no banheiro;
  • Se possível, tenha piso antiderrapante na cozinha e no banheiro.

Tratamento da doença inclui mudanças alimentares

A Osteoporose dificilmente tem cura, mas é possível controlar a doença e evitar as lesões. O acompanhamento de um especialista pode impedir seu agravamento. Esse cuidado ajuda a controlar a dor, retardar ou interromper a perda óssea e prevenir fraturas.

O tipo de tratamento dependerá da causa que originou a Osteoporose – se por excesso de reabsorção óssea ou por criação de massa óssea deficiente – e de outras doenças associadas. As recomendações poderão incluir administração de medicamentos, mudança na alimentação, fisioterapia, exercícios e até acompanhamento psicológico.

Fontes:

Cartilha de Osteoporose da Sociedade Brasileira de Reumatologia

Portal Dráuzio Varella

Associação Brasileira de Avaliação Óssea e Osteometabolismo

 

Compartilhar

Vídeos

Saúde Sem Complicação

Cuide dos números sem descuidar da sua saúde

A Importância da Diversidade e sua Correlação com o Seguro

Notícias / Artigos

Você já ouviu falar em Mutualismo?

9 de julho de 2019

Quem utiliza planos de saúde precisa saber o que é Mutualismo e sua importância na sustentabilidade da Saúde Suplementar!

+ Saiba mais

O QUE SÃO AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E PORTA DE ENTRADA DAS OPERADORAS DE SAÚDE?

26 de junho de 2019

Confira o destaque da semana e informe-se sobre a razão da existência dessas práticas!

+ Saiba mais

Judicialização da saúde: causas, consequências e soluções

17 de junho de 2019

Segundo o Ministério da Saúde, gastos com demandas judiciais somaram mais de R$5 bilhões, em um período de oito anos.

+ Saiba mais