Novidades do setor » Artigos

Metade da população que tem diabetes, não sabe que tem a doença

Diabetes: Medindo o índice glicêmico no sangue

Você sabia que o dia 14 de novembro é considerado o Dia Mundial da Diabetes? Estima-se que há mais de 14 milhões de pessoas com diabetes no Brasil, segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD). Uma a cada duas pessoas com a doença, não sabe que a possui.

Por isso, durante todo o mês de novembro, as atenções se concentram para a conscientização e trabalho de prevenção sobre a doença crônica não transmissível que mais cresce no mundo.

Com um estilo de vida cada vez mais sedentário, é muito importante prestarmos mais atenção em nossa alimentação e começarmos a nos habituar com a prática de exercícios físicos regulares.

De acordo com a pesquisa da Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), o número de pessoas com diabetes cresceu 61,8% no país, em 2016. Passando de 5,5% em 2006 para 8,9% este ano.

As mulheres tem maior prevalência de diagnóstico médico com 9,9%, do que com os homens, com 7,8%.

O que é a Diabetes?

Diabetes é uma doença que atinge a produção de insulina no pâncreas. Quem possui a doença, não consegue produzir insulina ou tem alguma resistência a ela. Para você ter uma ideia, há mais de dez tipos de diabetes. Porém, as mais comuns são o tipo um, tipo dois e a gestacional.

Fique ligado que os sintomas mais comuns são: cansaço, perda de peso repentina, boca seca, vontade de urinar com frequência, alteração de humor e comportamental, fome a todo o momento, entre outros.

Caso a pessoa tenha diabetes do Tipo 1, ela não consegue produzir insulina necessária para o corpo. Com isso, ao invés da glicose ser usada como energia, ela fica no sangue. Nesse diagnóstico, o tratamento acontece com a ingestão de insulina. Sempre é indicado um planejamento alimentar e a prática de exercícios físicos, auxiliando assim, o controle de glicose no sangue.

Aquelas que possuem resistência a insulina, possuem o Tipo 2. O pâncreas produz, mas o corpo não consegue usar da forma correta. A única forma de prevenirmos ou retardarmos o desenvolvimento desse tipo é com alimentação adequada e a prática regular de exercícios físicos, sempre acompanhados por profissionais de saúde.

Já a diabetes gestacional ocorre em qualquer mulher e os sintomas são dificilmente detectados. No período da gravidez, para que o bebê se desenvolva, a mulher passa por mudanças hormonais. Nesse momento, o pâncreas aumenta a produção de insulina para equilibrar este quadro. É por isso que os médicos recomendam o teste oral de tolerância à glicose, a partir da 24ª semana de gravidez, para saber como está o controle de glicose em jejum e após a ingestão de glicose.

Compartilhar

Vídeos

Cuide dos números sem descuidar da sua saúde

A Escolha do Plano de Saúde | Ligados no Plano Epi. 1 – Websérie

A Judicialização | Ligados no Plano Epi. 5 – Websérie

Notícias / Artigos

Judicialização da saúde: causas, consequências e soluções

17 de junho de 2019

Segundo o Ministério da Saúde, gastos com demandas judiciais somaram mais de R$5 bilhões, em um período de oito anos.

+ Saiba mais

VOCÊ CONHECE O ROL DE PROCEDIMENTOS DA ANS?

10 de junho de 2019

Você conhece o Rol de Procedimentos da ANS? Acesse o artigo da semana e confira!

+ Saiba mais

Todos juntos para prevenir dengue, zika e chikungunya

5 de junho de 2019

Confira o artigo e saiba como se proteger!

+ Saiba mais