Novidades do setor » Doenças e Campanhas

Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza vai até o dia 31 de maio

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza está disponível para 59,5 milhões de pessoas até o dia 31 de maio.

A vacina produzida para a campanha de 2019 teve mudança em duas das três cepas que a compõem, e protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul.

A vacina contra a gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença.

A escolha do público prioritário no Brasil segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Essa definição também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. São priorizados os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis, que inclui pessoas com deficiências específicas, devem apresentar prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receber a vacina, sem a necessidade de prescrição médica.

O exame de diagnóstico de H1N1 (vírus influenza tipos A e B) é coberto pelos planos de saúde, conforme Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da ANS. Estes exames são cobertos tanto no atendimento ambulatorial quanto no hospitalar. O resultado do exame é fornecido entre um a três dias após a sua realização.

A gripe H1N1 pode provocar graves complicações de saúde e levar à morte. Atinge principalmente idosos, crianças até dois anos de idade e pessoas com doenças pulmonares e cardíacas. Quando houver a suspeita da doença, é necessária a realização do exame para a comprovação do diagnóstico.

Segundo o Ministério da Saúde, até março já haviam sido registrados 255 casos de influenza em todo o país, com 55 óbitos. O subtipo predominante no país tem sido a influenza A H1N1, com 162 casos e 41 óbitos. O estado do Amazonas é o que apresenta a maior circulação do vírus, com 118 casos e 33 mortes.

Proteja-se! Compartilhe este post nas redes sociais para que sua família e amigos não percam o prazo da vacina!

*Fonte:  Ministério da Saúde

 

 

Compartilhar

Vídeos

Reajuste no Plano de Saúde | Ligados no Plano Epi. 3 – Websérie

A Prevenção contra o Desperdício | Ligados no Plano Epi. 6 – Websérie

Ligados no Plano: Teaser

Notícias / Artigos

Judicialização da saúde: causas, consequências e soluções

17 de junho de 2019

Segundo o Ministério da Saúde, gastos com demandas judiciais somaram mais de R$5 bilhões, em um período de oito anos.

+ Saiba mais

VOCÊ CONHECE O ROL DE PROCEDIMENTOS DA ANS?

10 de junho de 2019

Você conhece o Rol de Procedimentos da ANS? Acesse o artigo da semana e confira!

+ Saiba mais

Todos juntos para prevenir dengue, zika e chikungunya

5 de junho de 2019

Confira o artigo e saiba como se proteger!

+ Saiba mais